Sexta-feira, 20 de Outubro de 2006

Aborto

   Foi aprovado na assembleia da republica um novo referendo sobre a questão do aborto. Este é um tema muito serio e melindroso, do qual eu tenho alguma dificuldade em falar, pois como homem sou a parte menos "atingida" por este assunto!

   Pessoalmente sou contra o aborto! Esta minha opinião não tem nada de intolerância ou fundamentalismo, é apenas a minha sensibilidade enquanto ser humano que ma dita. O aborto é a saída mais fácil para uma gravidez não planeada (excepção obvia de violações), certamente é mais fácil do que carregar uma criança 9 meses e depois entrega-la para adopção!

   Eu nunca veria como opção um aborto numa situação em que fosse parte directamente envolvida, mas como já referi sou homem, e sei que o meu género é o principal responsável pelas gravidezes indesejadas e somos os primeiros a saltar fora do "barco", deixando as mulheres com a responsabilidade de lidar com a situação!!

   Por isso, que direito tem a sociedade de tratar as mulheres que abortam como criminosas?!?  Os grupos pró vida são, na sua maioria, compostos por pessoas das classes mais altas e ligadas à Igreja Católica e outras, que neste assunto mostram toda a sua face intolerante e reaccionária! Alguém no seu perfeito juízo acredita que os defensores da despenalização do aborto são pró morte? Uma mulher que recorre a esta pratica clandestina, com risco da própria vida, merece ser tratada como criminosa e levada à barra dos tribunais? Não é esta pratica em si castigo suficiente, ser amputada de uma parte de si?

   Um referendo para mim não faz sentido, quem é contra o aborto que se o abstenha de praticar, e não tente impor a sua moral hipócrita aos outros, porque a Igreja e os pró vida são os principais opositores do planeamento familiar e da educação sexual! Até parece que o acto sexual não é tão natural para o ser humano como respirar!!!

   Despenalizar o aborto é uma medida muito curta, promover a educação sexual nas escolas, facilitar o acesso a métodos contraceptivos, e descomplicar a adopção de crianças fruto de nascimentos não programados parece-me a mim ser o caminho mais correcto a seguir. Talvez assim o numero de crianças abandonadas à nascença e vitimas de maus tratos venha a diminuir.

   Criminoso é estigmatizar as mulheres e condena-las  a elas e as crianças a uma vida de sofrimento, por causa de um momento em que na maior parte dos casos elas foram a parte menos culpada!

   Termino com esta ideia: não hà maior maravilha no mundo que isto!!!

sinto-me:
tags:
publicado por Kupa às 18:09
link do post | comentar | favorito

.Janeiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.minha foto

.links

.arquivos

. Janeiro 2007

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

.arquivos

. Janeiro 2007

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds